logo capes
logo pós-graduação educação
 

Disciplinas e Ementas



A Cultura na perspectiva histórico-cultural. A relação entre Cultura e Desenvolvimento Humano. O papel da Educação no auxílio das competências interculturais pela e para a diversidade, diante do mundo multicultural complexo.

O “paradigma da vida concreta” e o papel da Educação contemporânea no contexto da Transmodernidade e das Teorias Críticas Latino-Americanas para a descolonialidade do poder, do saber e do ser.

Problematizar os regimes de verdade e liberdade que transitam no discurso da educação contemporânea a partir das ferramentas teóricas de Michel Foucault. Oferecer subsídios teóricos das ideias filosóficas da Antiguidade Clássica e Helênico-Romana, bem como as de Foucault, para vislumbrar a liberdade em educação a partir da ética, da estética, da verdade, do cuidado de si e do outro.

Discutir a construção do discurso, dos saberes e do sujeito; a genealogia do poder e sua articulação com o saber; as relações de poder saber e regimes de verdade; as contribuições de Foucault para (re)pensar a educação.

Discutir o letramento enquanto prática discursiva a partir de suas bases culturais, sociais e ideológicas; as relações entre oralidade, letramento e escrita; o letramento escolar.

Introdução a concepções de pensamento e linguagem e suas relações. Desenvolvimento, pensamento, linguagem e educação em uma perspectiva histórico-cultural. A linguagem e a constituição social das funções psicológicas. Processos de significação e apropriação de práticas sociais.

Linguagem e desenvolvimento humano no Interacionismo Social. Interacionismo Sociodiscursivo. Gêneros textuais na produção e análise de dados sobre o trabalho docente. Gêneros textuais como instrumento de desenvolvimento do trabalho docente.

Trabalhar a relação educação, discurso e políticas educacionais tendo como eixo o discurso. Apresentação da corrente de Análise de Discurso de linha francesa como ferramenta para uma análise discursiva no campo da educação, em especial dos discursos políticos educacionais.

Estudo dos processos de elaboração de conhecimentos focalizando as relações

interpessoais em contextos educativos. Relações de ensino e as condições e as possibilidades de

aprendizagem de alunos com ou sem deficiência.

Principais sistemas filosóficos que acometem a contemporaneidade em Educação:

Modernidade e Pós-Modernidade. As concepções de linguagem, discurso e sujeito que emergem

desses dois paradigmas: confrontos e conflitos. As relações de poder-saber na microestrutura

Campus Bragança Paulista Av. São Francisco de Assis, 218 - Jd. São José - CEP 12916-900 / Tel.: 11 2454.8000 / Fax: 4034.1825

Campus Campinas - Unidade Cambuí R. Cel. Silva Teles, 700 prédio C - Cambuí - CEP 13024-001 / Tel.: 19 3779.3370

Campus Campinas - Unidade Swift R. Waldemar César da Silveira, 105 - Swift - CEP 13045-510 / Tel.: 19 3779.3300 / Fax: 3779.3321

Campus Itatiba R. Alexandre Rodrigues Barbosa, 45 - Centro - CEP 13251-900 / Tel.: 11 4534.8000 / Fax: 4534.8015

Campus São Paulo R. Antonieta Leitão, 129 - Freguesia do Ó - CEP 02925-160 / Tel.: 11 3411.2950 / Fax: 3411.2978

escolar. O sujeito como efeito de sentido dos macrodiscursos contemporâneos: da Globalização, das

Novas Tecnologias Aplicadas à Educação e da Inclusão Social.

Apresentar os pressupostos teóricos da Análise do Discurso de linha francesa, na

intersecção com a teoria da Enunciação e sua contribuição para a análise linguística das práticas

educativas. Os estudos bakhtinianos e a Educação.

Panorama das pesquisas relacionadas à formação docente; contextos de formação docente; profissionalização; trabalho docente; saberes docentes; professor reflexivo; professor investigador; autonomia profissional; desenvolvimento profissional; práticas colaborativas; processos formativos.

A modernidade e a difusão mundial da escola. A globalização e a sociedade do conhecimento. As disciplinas escolares. Culturas escolares. Saberes e práticas escolares.

Esta disciplina aborda a Educação e a Ética como complementares e/ou inclusivas. A partir de uma revisão bibliográfica, privilegiando a literatura contemporânea, busca estudar o lugar da ética na educação e sua abrangência no processo de formação do ser humano. Identifica a ética como tarefa fundamental da educação. O estudo agrega aproximações e nuanças históricas entre ética e educação.

Esta disciplina se propõe a discutir temas como: sociedade do conhecimento e sociedade da informação; indústria cultural e cultura digital; a educação e as tecnologias; a tecnologia e a formação docente; a tecnologia e as políticas públicas.

Formação (Bildung) no século XVIII e XIX em Schiller; pressupostos hermenêuticos para a educação; sensibilidade e caráter; corpo, imagens e sensibilidades; libertação, liberdade e a transvaloração de todos os valores; ser, saber, poder e educação; genealogia das experiências e formação; o educador e as funções do educar; sociedade do consumo e educação; sociedade do

consumo, ética e a educação.

Esta disciplina se propõe a discutir abordagens filosóficas, sociais e educativas na Teoria Crítica da Sociedade; o papel formativo dos ensaios estéticos e sua relação com a educação; as categorias fundamentais nas obras de Benjamin e de Adorno e a educação.

Processos de institucionalização de práticas escolares no Brasil; fontes documentais e tendências para a produção de conhecimento acerca da história da educação brasileira.

Privilegia temas da História e Educação do corpo em conexão com sensibilidades, sociabilidades e memórias, imbricadas nas maneiras de pensar e produzir o espaço urbano na modernidade, mediatizadas por diferentes linguagens e experiências.

Bases teóricas e metodológicas da clínica da atividade. O uso dos métodos autoconfrontação e instrução ao sósia no contexto da pesquisa em educação e formação docente.

O método biográfico. Trajetórias profissionais. Narrativas como práticas de formação. Narrativas como práticas de pesquisa. Pesquisa narrativa.

A disciplina visa promover estudos e debates sobre as práticas escolares, analisando diferentes abordagens teóricas e metodológicas de pesquisas que têm a sala de aula como objeto de análise. Discute os cuidados éticos dessa modalidade de pesquisa.

Esta disciplina aborda os principais eixos teóricos da obra de Paulo Freire e sua irradiação no campo educacional. As discussões centram-se nas obras originais do autor e de estudiosos de sua obra.

A disciplina discute as relações entre história, educação e patrimônio pensando os processos educativos relativos ao aprendizado do passado e à construção da identidade, bem como à educação dos sentidos. Memória e identidade; história das cidades; patrimônio cultural e memória; instituições de memória e educação: museus, bibliotecas, centros culturais, arquivos na modernidade.

Cotidiano e história. Aspectos políticos, epistemológicos e metodológicos das pesquisas no e do cotidiano escolar. Cotidiano escolar e seus atores. A sala de aula.

Processos de produção de dissertações de mestrado com relação a: revisão teórica e bibliográfica, processos de leitura e escrita de dissertações, delimitação da problemática, modalidades de pesquisa, instrumentos para a produção e análise de dados para a pesquisa.

Esta disciplina objetiva discutir categorias, teorias e elementos educativos na antropologia do imaginário; com ênfase no devaneio poético da infância e no onirismo; a criança, o brincar, os brinquedos e a educação; o imaginário como fator educativo.

Essa disciplina se propõe a estudar e discutir diferentes possibilidades de pesquisa em educação tendo como referência os projetos dos alunos que estarão cursando a disciplina. O objetivo é que os alunos, à luz dos referencias teóricos discutidos, reelaborem seus projetos, de forma a torná-los mais objetivos, claros e exequíveis.

Noções de discurso, prática discursiva, formação discursiva, sujeito, heterogeneidade e enunciado. Heterogeneidades enunciativas, intertextualidade e interdiscursividade. O tempo, o espaço, a pessoa e a modalidade. Princípios da análise do discurso e dispositivo de análise.

A disciplina objetiva oferecer aos doutorandos uma visão geral dos métodos e teorias do conhecimento que perpassam a educação nos tempos modernos, colocando em destaque o pensamento de relevantes teóricos e educadores, mediante aulas expositivas e discussões acerca dessas contribuições e possíveis articulações com a esfera da educação. Principais movimentos epistemológicos: o racionalismo, o empirismo, o idealismo, o positivismo, o materialismo histórico, a fenomenologia, a didática, a educação para a vida, processos sociais.

A construção da associação entre pobreza e marginalidade no Brasil; instituições educativas e/ou escolares voltadas às classes populares: prisões, colônias correcionais, manicômios, escolas profissionalizantes; a educação das classes populares; representações das classes populares urbanas e rurais e seus desdobramentos para a educação desses grupos; o trabalho como princípio educativo.

A pesquisa em educação: abordagens e instrumentos. Pesquisa-ação. Pesquisa da própria prática. Pesquisa narrativa. Pesquisa em grupos colaborativos. Estudos autobiográficos e história

oral. Estado da arte. Estudos meta-analíticos.

A pesquisa em educação: abordagens e instrumentos. Pesquisa-ação. Pesquisa da própria prática. Pesquisa narrativa. Pesquisa em grupos colaborativos. Estudos autobiográficos e história oral. Estado da arte. Estudos meta-analíticos.

Esta disciplina se propõe a estudar e discutir diferentes possibilidades de pesquisa em educação

tendo como referência os projetos dos alunos que estarão cursando a disciplina. O objetivo é que os alunos, à luz dos referencias teóricos discutidos, reelaborem seus projetos de forma a torná-los mais objetivos, claros e exequíveis.

Caracterização do trabalho docente. Patologias do trabalho. Psicologia do trabalho. Mal-estar

docente. Ergonomia do trabalho. Profissionalização, profissionalidade e ofício. Atividade docente.

Identidade profissional.

A história da história. A história positivista no XIX. A Escola dos Annales em suas três gerações. História Social Inglesa. Micro-histórica. Estudos de história sociocultural. A História da educação no Brasil enquanto campo de produção de conhecimento. Correntes historiográficas e história da educação.