#os menus sao dividos pelos pipes, os links devem ter o mesmo numero de titles_breadcrumb

Iniciação Científica

Ações Comunitárias e Extensionistas


Categoria
Projetos PICITExt 2019-2020

Título: REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO FÍSICO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SÃO FRANCISCO NA PROVIDÊNCIA DE DEUS (HUSF), BRAGANÇA PAULISTA, SP: ARQUITETURA HOSPITALAR E CONFORTO AMBIENTAL Resumo: Trata-se um projeto de extensão, multidisciplinar a ser desenvolvido entre o Hospital Universitário São Francisco de Assis da providencia de Deus (HUSF) e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USF. É uma proposta para desenvolvimento de projetos arquitetônicos, com ênfase na questão conforto ambiental, para o período de doze meses, em caráter de auxilio de cooperação técnica e pesquisa acadêmica, tendo como participantes os alunos das faculdades de arquitetura e urbanismo, engenharia civil, enfermagem e psicologia da Universidade São Francisco e cujo orientador é da faculdade de arquitetura e urbanismo. Tem como principal objetivo a requalificação dos espaços físicos do HUSF, com ênfase na questão conforto ambiental à exemplo da iluminação, temperatura , ruídos, para que estes se tornem espaços mais agradáveis ou seja, ambientes para atender o ser humano nas suas necessidades básicas de saúde e consequentemente a melhoria da qualidade de vida e também as adequações físicas-funcionais necessárias para o funcionamento do mesmo hospital. Em síntese um hospital que reflita em sua arquitetura, a eficiência técnica necessária para o desenvolvimento das ações de saúde e os valores humanísticos apoiados em princípios franciscanos sobre ecologia. Além do auxílio de cooperação técnica os alunos terão a oportunidade de desenvolvimento de pesquisas acadêmicas , sendo assim preparado a atuação profissional com conhecimento especifico e de caráter multidisciplinar. Desta forma experiência de campo no hospital aliada ao conhecimento teórico, , poderão colaborar para a formação de um profissional da saúde com conhecimentos específicos das áreas envolvidas. Coordenadora:  E-mail:  Título: O ESQUECIMENTO E O PRECONCEITO: HISTÓRIAS E NARRATIVAS DE VIDA DE IDOSOS E A TROCA DE EXPERIÊNCIAS COM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS Resumo: O presente projeto tem como objetivo oportunizar o desenvolvimento de uma aprendizagem humanista com alunos dos cursos de Psicologia e Direito da Universidade São Francisco, a partir de entrevistas narrativas, leitura e debates temáticos, bem como a produção de um documentário com idosos que vivem no Asilo São Vicente de Paula, instituição que se localiza na cidade de Bragança Paulista, sobre suas memórias e experiências de escola. O foco desta pesquisa centra-se na produção autobiográfica das narrativas dos idosos sobre suas memórias, no tocante às experiências que trazem em sua história de vida. Como objetivo mais amplo o projeto tem a intenção de oportunizar a humanização dos estudantes universitários a partir da vivência com os idosos, conhecendo suas experiências e memórias, sendo que, especificamente, a pesquisa pretende: desenvolver o acolhimento destes idosos pelos universitários através do diferentes técnicas biográficas: entrevistas, videogravações e rodas de conversa; promover a troca de experiências entre os alunos no que se refere às vivências e entrevistas realizadas com os idosos; identificar as possibilidades e limites da pesquisa narrativa de idosos. A pesquisa aproxima-se dos estudos biográficos na educação, tendo como suporte metodológico os ateliês autobiográficos e as entrevistas narrativas. Coordenadora: RENATA BERNARDO E-mail: renata.bernardo@usf.edu.br Título: ARQUITETURA, URBANISMO E SAÚDE: INSEPARÁVEIS PARA HUMANIZAÇÃO DA SAÚDE, DO HABITAR E QUALIDADE DE VIDA DE UMA POPULAÇÃO. Resumo: A Arquitetura e Saúde são inseparáveis para a promoção qualidade de vida e humanização do habitar de uma população, entendendo que a produção de uma vida saudável e com qualidade não se separa da produção de espaços saudáveis e inclusivos, sendo mais potentes quando a atuação conjunta dos campos acontece de modo co-produzido, favorecendo os sentimentos de pertencimento a um território. Solicitando, assim mudanças no modo de fazer do arquiteto para que na intercessão com outros saberes, processos participativos de produção dos espaços se concretizem. Nesse contexto, apresenta-se esta pesquisa com o objetivo de ampliar o debate acerca da relação Arquitetura e Saúde, com ênfase na humanização e qualidade de vida, produzindo conhecimento para os campos da Arquitetura e Urbanismo e Saúde. Espera-se com os resultados contribuir para a qualificação dos espaços da saúde, assim como para os territórios habitacionais. Afirmando a sua relevância acadêmica e social. Os resultados alcançados em pesquisas anteriores evidenciaram o potencial de contribuição da arquitetura para a saúde e qualidade de vida ao considerar o conceito de território habitacional como algo que vai além da unidade habitacional, valorizando as relações que se constroem nos territórios e os equipamentos que os compõe. Vislumbra-se, portanto, a partir destes estudos a ampliação do olhar para os estabelecimentos de saúde que compõe os territórios habitacionais como espaços potentes de produção de saúde, mas carentes de investigações mais aprofundadas, especialmente que abordem novos métodos para a produção para esses espaços. Assim, esta pesquisa se desenvolve em três eixos de investigação, o primeiro tratando da relação arquitetura, saúde e qualidade de vida; o segundo com foco nos equipamentos de saúde e território habitacional, e, o terceiro pesquisando os estabelecimentos de assistência com ênfase no conceito de ambiência e humanização como forma de contribuição para qualidade de vida de uma população Coordenadora/Voluntária: MIRELA PILON PESSATTI E-mail: mirela.pessatti@usf.edu.br