handtalk
#os menus sao dividos pelos pipes, os links devem ter o mesmo numero de titles_breadcrumb

Iniciação Científica

Avaliação em Processos de Trabalho e Carreira


Categoria
Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Psicologia

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA: CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE INSTRUMENTOS

A orientação profissional e de carreira faz  parte de muitos fóruns de discussão e é um tema atual e relevante. A construção de instrumentos de medida se faz necessária para que práticas profissionais com base em evidências sejam realizadas. Diante da diversidade de ofertas de cursos e das características do mercado de trabalho, que acompanham as oscilações da economia e das necessidades do país, o presente projeto pretende contribuir com o tema, por meio do estudo de construtos imbricados em processos de orientação profissional e de carreira, em três momentos; quando as escolhas começam a ser consideradas na adolescência, quando elas são consolidadas na formação universitária e; na realização profissional. Farão parte dos estudos, jovens e adultos, estudantes ou trabalhadores, assim como pessoas em momento de aposentadoria.

Coordenadora: Profª. Ana Paula Porto Noronha
Contato: ana.noronha@usf.edu.br

 


VIESES DE RESPOSTA EM INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO NAS ÁREAS DE PSICOLOGIA DO TRABALHO, DAS ORGANIZAÇÕES, CARREIRA E EDUCACIONAL

O auto e heterorrelato são métodos de coleta de dados bastante eficientes e de baixo custo para avaliações psicológicas e educacionais. Contudo, itens do tipo Likert não são tão simples quanto aparentam e carregam uma série de armadilhas. Existem uma série de tendências (ou vieses) ao responder a esse tipo de item para além do construto latente avaliado. Existem diversas fontes de vieses já estudadas, entre elas, a aquiescência (tendência de endossar as categorias mais altas da escala, a despeito do conteúdo dos itens), respostas extremas (tendência de utilizar apenas os extremos da escala) e a desejabilidade social (tendência de endossar os itens mais agradáveis ou “bons”). Nesse sentido, o uso da escala Likert, sem nenhum tipo de controle de vieses de resposta, pode reduzir a precisão e validade dos escores. O presente estudo insere-se nesse contexto e tem como objetivo propor, analisar e aplicar métodos inovadores para estimação e para controle de vieses de resposta. Nesse contexto, será investigado a aplicação do método de manipulação experimental do viés de resposta na construção e refinamento de instrumentos voltados à psicologia da carreira, trabalho e educacional. Itens de instrumentos serão reescritos para aumentar ou diminuir o viés de resposta, e terão seus parâmetros comparados (entre os itens originais e manipulados). Além disso, será investigada a aplicabilidade de itens de escolha forçada. Nessa estratégia, os itens são apresentados em blocos e o sujeito deve ordená-los do mais característico ao menos característico. O método continua sendo de auto ou heterorrelato, no entanto, evita a aquiescência, respostas extremas ou qualquer tipo de resposta idiossincrática (por exemplo, responder 5 para ambos os itens “sou faltante” e “sou quieto”). Além disso, em função das restrições de resposta em blocos, é possível observar se o sujeito endossa itens mais em função do construto ou de vieses de resposta. Para itens de escolha forçada, serão analisados dados simulados, bem como aplicações na adaptação de instrumentos no contexto do trabalho, de carreira e educacional.

Coordenador: Felipe Valentini 
Contato: felipe.valentini@usf.edu.br