handtalk
#os menus sao dividos pelos pipes, os links devem ter o mesmo numero de titles_breadcrumb

Iniciação Científica

Construção, Validação e Padronização de Instrumentos de Medida


Categoria
Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Psicologia

INSTRUMENTOS DE MEDIDA E PROCESSOS DE VALIDAÇÃO EM PSICOLOGIA DO ESPORTE E DO EXERCÍCIO FÍSICO

A Psicologia do Esporte e do Exercício Físico (PEEF) é uma área do conhecimento que busca compreender o comportamento humano nos diferentes contextos de práticas esportivas e de atividades físicas. Trata-se de uma especialidade em expansão tanto no que se refere às áreas de atuação, quanto aos interesses de pesquisa. Embora seja reconhecida a importância dos instrumentos de mensuração psicológica no desenvolvimento científico em PEEF, ainda são necessárias pesquisas que operacionalizem os construtos teóricos a partir de novos instrumentos e apresentem evidências de validade destas medidas. Diante deste cenário, este projeto tem como principal objetivo a construção, a adaptação, o processo de validação e de normatização de instrumentos de medidas em PEEF. Dentre os objetos de investigação pode-se citar as diferentes expressões sociais do esporte (rendimento, escolar, projetos sociais e práticas de tempo livre) e do exercício físico, diferentes populações (atletas, paratletas, treinadores, praticantes de exercícios, entre outros), e os construtos psicológicos que têm sido entendidos como relevantes à área, como motivação, paixão, persistência, mindfulness, resiliência, desenvolvimento positivo de jovens por meio do esporte, bem-estar psicológico, entre outros. As propriedades psicométricas dos instrumentos serão investigadas a partir de métodos e técnicas estatísticas modernas e internacionalmente compartilhadas. Espera-se oferecer contribuições ao desenvolvimento da PEEF com ferramentas adequadas a serem empregadas em pesquisa e em processos de avaliação psicológica

Coordenador: Evandro Morais Peixoto
Contato: evandro.peixoto@usf.edu.br

 


MODELAGEM VALORATIVA MULTIDIMENSIONAL: APLICAÇÕES EM ITENS EM FORMATO EXPANDIDO-QUÁDRUPLAS

Informações socioemocionais ou não-cognitivas têm se revelado cada vez mais importantes para o sucesso acadêmico, profissional, financeiro e relacional dos indivíduos. Em outras palavras, além do nível de capacidade cognitiva de um indivíduo, outras habilidades são fundamentais para o sucesso na vida, como o autogerenciamento, a regulação emocional e a disposição para aprender. Isso faz com que o desenvolvimento e o aprimoramento de métodos de coleta e análise dessas informações se revistam de crescente importância para políticas públicas. Ainda, de particular interesse tem sido o controle de vieses de resposta em dados socioemocionais coletados em estudos de larga escala, em diversas nações. Quando pessoas respondem a questionários, alguns vieses, conscientes ou não, podem distorcer as respostas, assim contaminando, com ruídos indesejáveis, a informação coletada. O presente projeto de pesquisa tem como propósito o teste de um novo método de construção e análise de itens de autorrelato de habilidades socioemocionais.

Coordenador: Profº. Nelson Hauck Filho
Contato: nelson.filho@usf.edu.br
 

 


COMPETÊNCIAS DO SÉCULO XXI: MENSURAÇÃO AVALIAÇÃO, INSTRUMENTOS DE MEDIDA E MÉTODOS QUANTITATIVOS PARA ESTUDOS EM LARGA ESCALA

Evidências recentes sobre a relação entre educação formal e futuros resultados individuais/sociais mostram que frequentar escola afeta o sucesso dos alunos através de diferentes mecanismos, muito além da crença comum de que apenas as habilidades cognitivas seriam os fatores principais de tais resultados. Em particular, as pesquisas em psicologia, educação e economia apontam que pelo menos metade dos benefícios de frequentar a escola vem através de habilidades não-cognitivas, tais como a melhoria de características socioemocionais. Assim, os formuladores de políticas têm estado cada vez mais interessados em incorporar ferramentas de medida sócio-emocionais em seu sistema de monitorização dos sistemas educativos. Em 2002 nasceu uma coalisão entre a comunidade empresarial, lideranças educacionais e formuladores de políticas públicas que estabeleceu uma organização para o fomento do desenvolvimento das competências para o século 21. Tal movimento trás questões fundamentais para a comunidade científica sobre: (a) como seriam as competências mais importantes em nossa era, (b) que instrumentos de medida existem e (c) quais os programas de intervenção efetivos para seu desenvolvimento. Nesse contexto, esse projeto, criado no Laboratório de Avaliação Psicológica e Educacional (LabAPE) a partir de uma parceria com o Instituto Ayrton Senna (IAS) e o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Economia Social da (LEPES, USP-RP), apresenta os seguintes objetivos: (a) desenvolver instrumentos para medidas de habilidades sócio-emocionais (não-cognitivas) e cognitivas em larga escala para uso em sistemas de monitoramento de sistemas educacionais, (b) desenvolvimento de ferramentas informatizadas para avaliação adaptativa e tradicional para os instrumentos desenvolvidos de forma a disseminar sua utilização (c) desenvolvimento de estudos de aplicação de métodos estatísticos quantitativos avançados (psicometria, teoria de respostas ao item, modelagem com equações estruturais e econometria) no âmbito da mensuração de construtos cognitivos e não-cognitivos e de inferência causal em avaliação de impacto de programas, (d) sistematização de bases de estudos em larga escala para investigação do impacto de variáveis cognitivas e não-cognitivas em resultados individuais, sociais e econômicos e (e) fomentar a formação de recursos humanos na aplicação desses métodos quantitativos em estudos empíricos na área psicológica e educacional.

Coordenador: Ricardo Primi
Contato: ricardo.primi@usf.edu.br
 

 


INTELIGÊNCIA: ESTUDOS DE NOVOS CONSTRUTOS, INSTRUMENTOS, MÉTODOS DE AVALIAÇÃO E ANÁLISE DE DADOS

Nas últimas décadas observa-se um grande avanço na compreensão teórica da inteligência tanto nos estudos da abordagem psicométrica como também na psicologia e neurociência cognitiva. Ao mesmo tempo há também um avanço considerável nos modelos de medida como a Teoria de Resposta ao Item. Uma série de aplicações tem sido estudadas buscando tornar as medidas mais eficientes e informativas por meio da integração dos avanços teóricos nos procedimentos mensuração. No nível teórico surgem propostas mais aprofundadas do entendimento dos processo cognitivos subjacentes à resolução dos testes de inteligência realizados pela psicologia cognitiva bem como os correlatos neurais. Também se estudam a integração de processos cognitvos e emocionais. Disso decorre a proposição de novos construtos como a inteligência emocional, pesquisas em áreas antes pouco estudadas como a criatividade, novas metodologias de avaliação (avaliação dinâmica, testagem adaptativa informatizada) e novos recursos para análise de dados (Teoria de Resposta ao Item Explanatória). Esse projeto pretende criar instrumentos destinados a avaliar estes novos construtos e também novas metodologias de avaliação da inteligência com os instrumentos existentes construídos pelo grupo. A tonica dos estudos é a emprego de novos métodos de aplicação e análise de dados buscando-se aumentar o aproveitamento das informações obtidas na avaliação. Procura-se também no âmbito desse projeto estreitar as relações da USF com a Universidade do Minho em Portugal a partir de um convênio formalizado em 1998. O principal propósito desse convênio é a validação dos instrumentos produzidos em ambos grupos (Brasil e Portugal) para os dois países o que já vem ocorrendo com freqüência.

Coordenador: Ricardo Primi
Contato: ricardo.primi@usf.edu.br
 

 


CONSTRUÇÃO DE INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA: PSICOMETRIA BÁSICA E APLICADA

A construção e validação de instrumentos é um passo fundamental para subsidiar avaliações psicológicas científicas. No Brasil, a demanda por instrumentos adequados é ainda maior em função da diversidade cultural. Nesse sentido, a ciência psicométrica pode contribuir com o ferramental técnico (i.e. modelos de psicometria) e aplicado (i.e. construção de testes). Nesse contexto, o foco dos nossos estudos se concentra em duas áreas: 1. Psicometria básica, na qual desenvolvemos e estudamos modelos de psicometria que podem ser úteis nas pesquisas e na construção de instrumentos. Especificamente, estudamos modelos para controle de vieses de resposta, itens de escolha forçada, modelos fatoriais e teoria de resposta ao item. 2. O segundo foco está na construção de instrumentos de inteligência, personalidade e variáveis do mundo da educação e do trabalho. Especificamente, construímos instrumentos adaptados a diversos contextos avaliativos ou refinamos instrumentos já existentes. Nosso objetivo principal é fornecer técnicas e instrumentos adequados à avaliação psicológica.

Coordenador: Profº. Felipe Valentini 
Contato: felipe.valentini@usf.edu.br